quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Amigos são pedaços da Alma da gente

"... amigos são testemunhas vivas de nossas vidas". São fragmentos de nossa história, e em cada lembrança de um rosto amigo podemos recordar um momento de nosso passado, e amigos são muito mais do que momentos, são alianças que fazemos pela eternidade, mesmo que a amizade seja passageira, que dure apenas um contrato de trabalho, um período escolar ou as férias de verão, ainda assim, fica uma marca indelével na alma, ou, como dizia o próprio Milan Kundera, escritor tcheco, a insustentável leveza da amizade fica pairando sobre nossas lembranças.

Um amigo empresta sentimentos, doa carinho, atenção, gestos que ficam como fotografias arquivadas em nosso interior, e basta um gesto, uma voz, um perfume no ar, uma música, um cheiro de lenha queimada ou de terra molhada e já estamos recordando um amigo.
Quem tem amigos pode se dizer feliz, realizado, quem é amigo de alguém tem prazer em viver, em servir, em ter a companhia de quem transmite algo maior que o próprio amor, alias, a amizade é a essência do amor, é a base segura que leva duas pessoas, mesmo distantes se comunicarem, transmitirem conforto e até carinho mesmo com o oceano a separá-los.

Todo amigo é uma jóia, um tesouro que devemos guardar no precioso cofre chamado coração

sábado, 26 de novembro de 2011

Auto Estima

Auto-estima é a avaliação que a pessoa faz de si mesma, envolvendo crenças, emoções e comportamento. É a capacidade que a pessoa tem de respeitar, confiar e gostar de si.

A auto-estima é formada na infância, a partir do tratamento recebido, das relações estabelecidas com os pais, uma vez que esses servem de espelho para os filhos, quanto às identificações e sentimento de afeto. É através dessa interação afetiva que os sentimentos positivos ou negativos são desenvolvidos e a auto-imagem é construída.

Sendo assim, as experiências do passado influenciam significativamente na auto-estima durante a fase adulta.


Situações de perda, bem como frustrações, decepções e o não reconhecimento por parte dos outros e de si próprio podem abalar a auto-estima.

A auto-estima baixa pode ocasionar problemas psicológicos, como depressão, ansiedade, uma vez que interfere na maneira de ver o mundo e conseqüentemente no comportamento, provocando um sentimento de incapacidade, inadequação e insegurança.


A pessoa que vivencia uma auto-estima baixa pode investir em relações de dependência, que não são produtivas, já que sente necessidade de sempre ter alguém ao seu lado.

A auto-estima influencia em tudo que se faz, na escolha de relacionamentos, na vida profissional.

A confiança em si mesmo, o respeito dos próprios limites, o reconhecimento dos valores, o sentimento de capacidade e a expressão de sentimentos aumentam a auto-estima.

Pessoas que estão com a auto-estima elevada encaram a vida de frente e superam dificuldades.
( Patricia Lopes Dantas )

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

O que me faz realmente feliz

As ações que mais me realizam na vida estão todas voltadas  para aquelas , que eu posso ajudar ao meu Próximo, seja acalmando um paciente
seja apoiando meus amigos
seja ajudando alguém.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

PERDOAR


PERDOAR

Partindo desse principio, procuramos identificar o que precisa ser perdoado, quais são os sintomas do ressentimento e as conseqüências caso não abrimos o nosso coração para liberar perdão a quem nos ofendeu.
O guardar ressentimento é a causa de muitos problemas emocionais, e físicos, doenças, insônia, mal estar.
A primeira coisa que devemos aprender a respeito do perdão é : perdoamos, porque Jesus nos perdoou.
Tudo isso porque a pessoa que não perdoa não tem paz, quem não perdoa vive presa ao passado.
Mas isso também pode acontecer caso o perdão liberado não seja de todo coração. O verdadeiro perdão jamais coloca o outro numa posição de inferioridade, ou divida eterna.
Mas porque resistimos a liberar perdão?
“Por diversas razões”  - “uma delas pode ser o fato de pensarmos que se liberarmos o perdão a quem errou, nos torna coniventes com o erro, e a pessoa poderá pensar que está bem continuar errando”
No entanto, – “ devemos perdoar para não bloquearmos o nosso relacionamento com Deus”.
 E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores; Mt 6:12

DESAFIOS DA VIDA

Eu,ouvi esta semana, uma história bem interessante. Uma sábio professor, que chamaremos de  Maria  mostrava aos seus alunos a importância de se enfrentar os desafios da vida com coragem e discernimento. As vezes, dizia ela nós esquecemos tudo o que já vivenciamos, das dores, das ansiedades, dos medos pelos quais já passamos, e que estamos aqui hoje, aprendendo com novos desafios, que outrora, nem imaginávamos que iríamos passar. E com certeza, iremos no futuro, viver outros tipos de desafios, e venceremos todos eles, da mesma maneira que tem sido até hoje. E continuava a professora  “ se você hoje, está a ponto de não agüentar mais tantas dificuldades e obstáculos, eu lhe peço que volte no tempo, e sua memória irá lhe trazer fatos bons e ruins, situações talvez piores do que as de hoje, e você vai ver que tudo foi resolvido, de alguma maneira, e que os acontecimentos surgem de forma inesperada, sem que possamos fazer algo para que sejam modificados. Mas você, sobreviveu a todos eles, não é? . Me lembro bem, dizia a professora ,de um palestrante de auto ajuda, que era paraplégico, de nome Gerônimo. Ele só conseguia falar e ouvir, não podendo mover nem um dedo, e fazia suas palestras deitado em uma maca, para centenas de pessoas, em várias partes do mundo. Certa vez, uma repórter, lhe perguntou , o que seria para ele, a felicidade. Ele então, lhe respondeu: “ eu seria muito feliz, se pudesse, pelo menos uma vez, me virar de lado”. Então, minha gente, vamos parar de reclamar tanto de coisas tão insignificantes diante de outras bem mais relevantes que pessoas no mundo inteiro vivem. Fome, miséria absoluta, doenças incuráveis, e todo tipo de sofrimento. E continua o professora . Pense bem. Nós temos um teto para nos abrigar, temos uma família, temos roupas e sapatos, podemos comer arroz, feijão, bife, batata frita, e nos dias frios, uma sopinha bem quentinha, passeamos, vamos a festas, temos amigos, andamos de carro, de ônibus, de metrô, de navio, de avião, tomamos sorvete, comemos chocolate, estamos conectados ao mundo pela Internet, temos nossos bichinhos de estimação que nos dão carinho e fidelidade, etc., etc. Seria uma grande ajuda para todos nós, se pudéssemos lembrar de tudo isto, e sentir como somos felizes. Mesmo que algumas pessoas não consigam mais andar, ou estiverem com qualquer deficiência física, que elas não se esqueçam de que ainda possuem cérebro atuante, e que podem com que a vida lhes dá, realizar muitas e maravilhosas obras, capazes de mudar o mundo. Os desafios da vida, servem para nosso crescimento e evolução

O SER HUMANO



A verdadeira meta do ser humano é adquirir o conhecimento interior. O caminho para atingi-la é o amor incondicional. Amor é verdade, retidão. O universo se originou do amor de Deus. Toda a criação é sinal de amor; seus filhos também são sinais do amor de vocês, pais, avós... Nada haveria sem amor. Por isso, todo ser humano é essencialmente bom, divino. Mesmo o mais desvirtuado, desregrado, aquele com o qual a gente não sabe o que fazer, mesmo esse é vítima das circunstâncias ou fraquezas, mas ainda assim nele há uma chama divina. Nós nos acostumamos a relacionar o termo "ser humano" ao que é falho, defeituoso: "Sou humano, tenho meus defeitos..." ou "Errar é humano!" passou a ser justificativa para tudo. Mas não deveria, pois ser humano é possuir a essência divina e é a perda disso de vista que traz o caos ao mundo, quando nos esquecemos que Deus habita em nós e nos outros.
E é por existirem, dentro de nós, inúmeras qualidades e virtudes que devemos, desde cedo, fortalecê-las, cultivá-las e valorizá-las. O resultado será um ser humano excelente. Você duvida? Pois bem: se alguém lhe mostrar uma semente escura e feia dizendo que dentro dela há uma bela e perfumada flor, você acreditará, pois você sabe que da semente, cultivada em terra fértil, com cuidados, nasce a planta que produz a flor. Mas, e se eu disser que dentro de você – e de cada um de nós, e de nossas crianças – existe uma semente que, por mais imperfeita que possa parecer, dela nascerá uma excelente pessoa? Muitos duvidariam! Pois bem, é só providenciarmos o terreno fértil e dispensarmos cuidado!

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Auto conheçimento

O auto-conhecimento nos leva a uma profunda viagem ao nosso interior, fazendo nos compreender por que reagimos a uma determinada situação, tornando-nos capazes de fazer uma escolha mais consciente, e que consequentemente nos levará à uma satisfação e sentido de vida cada vez mais significativo.

domingo, 20 de novembro de 2011

Amor Próprio


O mais genuíno ato de amor por si mesmo consiste na difícil tarefa de fazer brilhar a luz que há dentro de nós. Quando não nos amamos, queremos agradar mais aos outros do que à nós, mendigamos o amor alheio, já que nos julgamos insuficientes ou incapazes de nos querer bem. Amar-se não significa trabalhar por privilégios e vantagens pessoais, mas o modo como vivemos conosco.Resume-se basicamente, na forma como tratamos a nós próprios. A relação que estabelecemos com nosso mundo íntimo, sobretudo, o respeito que exercemos àquilo que sentimos. A auto-estima surge quando levamos em conta e consideramos nossos sentimentos. O amor a si não se confunde com o egoísmo, porque quem tem atitude amorosa consigo está centrado . Deslocou o foco da atenção de seus sentimentos para a fonte de sabedoria e elevação, criando ressonância com o ritmo Divino. Amar-se é ir ao encontro do SI MESMO como denominava . A educação, é a chave para o progresso moral, portanto: . Responsabilidade: somos os únicos responsáveis pelos nossos sentimentos. Ética conosco: somos tratados como nos tratamos, como merecer o amor do outro, se não recebemos nem o nosso próprio amor.  Consciência: o sentimento expressa os recados da consciência. Juízo de valor: não existem sentimentos certos ou errados.  Automatismos e complexos: os sentimentos podem ser sustentados por mecanismos alheios à vontade ou intenção. Auto-amor é um aprendizado: construir um novo olhar sobre si, desenvolver sentimentos elevados em relação à nós.  Domínio de si : educar sentimentos é tomar posse de si.  Aceitação: só o amor a si através de uma relação pacífica com a sombra.  Renovação do sistema de crenças: superar preconceitos. Julgamentos formulados a partir do sistema de crenças desenvolvidas com base na opinião alheia desde criança.  Ação no bem: integração em projetos solidários, aquisição de valor pessoal e convivência com a dor alheia trazem gratidão e estima pelas vivências pessoais. Cuidando bem de nós próprios, somos levados a estender ao próximo o tratamento que aplicamos à nós.  Assertividade: zelar pelos limites do interesse pessoal.  A singularidade: sinal de maturidade. Construção da autonomia: capacidade de sustentar sentimentos nobres acerca de nõs próprios.  Ter rédeas sobre si mesmo: gerir a vida pessoal.  Identificação da intenções: reconhecer o que queremos. Amor-próprio é aprendizado e busca constante.

QUEM AMA É O HIPOTÁLAMO



As pesquisas começaram no sentido de tratar o amor e o mal  de amor como uma doença qualquer .Em 1978, o psiquiatra americano Donald Klein batizou de Disforia Bisteróide , ou doenças do amor " . O comportamento daquelas pessoas sobre tudo mulheres que se apaixonam ,regularmente e terminam a relação ,entram em depressão .Klein afirmava que os antidepressivos convencionais e a psicoterapia não surtiriam resultados com esses pacientes . E anunciou ter descoberto uma cura mais á  efetiva, antidepressivos chamado MAO de suas inicíais quimicas. Embora a sobra da histeria do século passado , tentavam se novas soluções.
 Enquanto isso , um outro grupo de pesquisadores, liderados pelo também psiquiatra Americano Michael Liebowitz, seguia outro grupo . O amor  não é uma emoção igual a qualquer outra, afirmava numa entrenvista em 1980 .Segundo ele, tratava se de uma emoção especial ,ligada á presença de um elemento químico no cérebro, a Fenilletilamina, anfitamina natural que estimula nosso prazer. Experiências , haviam demosntrado que surgindo ao despontar do amor , ela fazia desaparecer as defesas , as censuras e as inibições, permitindo que o sentimento fosse adiante.
  Ao mesmo tempo , o Psicólogo John Money relatava ter estudado pacientes que haviam sido submetido a diferentes tipos de cirurgias do cérebro ou que sofriam de uma deficiência pituitária. Em ambas as categorias , havia encontrado pessoas capazes de sentir númerosas emoções , mas não o amor. O lugar de procurar as causas do amor" dizia ele"não é no astral, mas dentro da cabeça das pessoas.
E foi lá que a Neuropsicobiologia , uma ciência revolucionária , foi busca-las, demostrando que as emoções correspondem a realidade físicas, químicas e hormonais.
(,No Livro Del'amour plein la Tête, ou la biologie de l'amour),publicado na França , o Dr Marc Shwob explica melhor esses mecanismos.Já sabíamos que a emoção , a intuição, e a estética estão localizadas no hemisfério direito do cérebro , que pode ser chamado de "Cérebro artista", enquanto a palavra, os números , a  abstração e a lógica  estão no hemisfério esquerdo ," o cérebro intelectual".Pois descobriu-se  que o amor a primeira vista corresponde a um estresse do amor, em que ao mesmo tempo em que o coração  acelera , as mãos suam, as pernas tremem, há um aumento dos hormônios tireoidianos, da insulina, cortisol. Tudo isso comandado pelo hipotálamo, associado ao cérebro emocional , sem que o cérebro intelectual consiga explicar o que ocorre.A paixão por sua vez, é devida a uma descarga de catecolaminas, hormônios do estresse , ordenada pelo cérebro emocional ao se aproximar se da pessoa amada .Esta descarga é tanto mais forte quanto mais a pessoas se assemelha ao modelo amoroso que cada um têm dentro de si.
Mas essa fase não dura indefinidamente. Passado algum tempo, e diminuindo a exitação , o cérebro emocional entra num estágio, que tudo indica ser ditado por outro elemento , as endorfinas. A presença do amado transmite então sensação de felicidade interior, de serenidade, fazendo com que aos poucos essa presença,de início agradável , se torne indispensável . È aquilo que poderia ser chamado de dependência de endorfinas.È como um dependente de alguma espécie de química ser privado dessa substância ,assim os enamorados privados de endorfinas entram em sofrimento privado das endorfinas pela súbita ruptura com o objeto do seu amor, sofre ansiedade, inônia, irritabilidade , seguida de desinteresse pela vida .
Esse processo é hormonal e explica até mesmo o tédio de certas relações .Pois enquanto o toxicômano pode aumentar suas doses para obter euforias , o organismo em estado de calma não consegue produzir  além de uma determinada quantidades de endorfinas. Para que isso aconteça, é necessária a interferência de fatores capazes de quebrar a monotonia e excitar novamente os sistemas de prazer
 de serotonina, o neurotransmissor  fundamental na regulação do humor

Texto do livro
E por falar de amor : Marina Colasanti

 i

Caribbean blue - Enya

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

"O bom mesmo, é quando a gente vai conhecendo a si próprio dia a dia, e que nessa descoberta a gente acabe se apaixonando por nós mesmos. Dizem que é mais ou menos por aí que está o segredo da felicidade"

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Atitudes que fazem a diferença

ELEGÂNCIA

Existe uma coisa difícil de ser ensinada e que, talvez por isso, esteja cada vez mais rara: a elegância do comportamento.
É um dom que vai muito além do uso correto dos talheres e que abrange bem mais do que dizer um simples obrigado.
É a elegância que nos acompanha da primeira hora da manhã até a hora de dormir e que se manifesta nas situações mais prosaicas, quando não há festa alguma nem fotógrafos por perto.
É uma elegância desobrigada.
É possível detecta-la nas pessoas que elogiam mais do que criticam, nas que escutam mais do que falam. E quando falam, passam longe da fofoca, das pequenas maldades ampliadas no boca a boca.
É possível detecta-la nas pessoas que não usam um tom superior de voz ao se dirigir a frentistas, nas pessoas que evitam assuntos constrangedores porque não sentem prazer em humilhar os outros.
É possível detecta-la em pessoas pontuais.
Elegante é quem demonstra interesse por assuntos que desconhece, é quem presenteia fora das datas festivas, e, ao receber uma ligação, não recomenda à secretária que pergunte antes quem está falando e só depois manda dizer se está ou não está.
Oferecer flores é sempre elegante.
É elegante você fazer algo por alguém e este alguém jamais saber disso...
É elegante não mudar seu estilo apenas para se adaptar ao outro.
É muito elegante não falar de dinheiro em bate-papos informais.
É elegante o silêncio, diante de uma rejeição.
Sobrenome, jóias e nariz empinado não substituem a elegância do gesto.
Não há livro que ensine alguém a ter uma visão generosa do mundo.
É elegante a gentileza...
Atitudes gentis, falam mais que mil imagens.
Abrir a porta para alguém... é muito elegante.
Dar o lugar para alguém sentar... é muito elegante.
Sorrir sempre é muito elegante e faz um bem danado para a alma...
Olhar nos olhos ao conversar é essencialmente elegante.
Pode-se tentar capturar esta delicadeza pela observação,
Mas tentar imita-la é improdutiva.
A saída é desenvolver a arte de conviver, que independe de status social: é só pedir licencinha para o nosso lado brucutu, que acha que “com amigo não tem que ter estas frescuras”.
Educação enferruja por falta de uso.
E, detalhe: não é frescura.


Reflexão





Quantas vezes nos deparamos com situações que tiram de nós o chão. È esse exato momento que muitas damos a volta por cima, descobrimos dentro de nós mesmo forças antes desconheçidas, e no meio da dor encontramos saidas, e mudamos nossas vidas para sempre, Uma vez  o enfretamento , não temos mais medo de nada, tudo que antes era caminho estranho, passa a ser um caminho fácil de ser percorrido, não é porque nos tornamos super heróis , mas sim, muitas vezes para vencer um problema, temos que mergulhar por dentro de nós mesmos e descobrir que ali naquele mundo nosso tão particular existe uma pessoa capaz de se superar. E ao superar-mos colocamos nosso pés sobre um solo firme.E então começa a grande mudança , é como se visitassemos um paraiso, e então encontramos forças para dar o primeiro passo rumo as mudanças necessárias em nossas vidas. E olhamos para trás e percebemos que adiante existe um mundo a ser explorado. Quando por razões inesperadas pessoas nos machucam, a primeira coisa que se passa é - Porque fizeram isso conosco? porque fomos traidos, porque muitas vezes as pessoas são oportunistas, e descobrimos que o amigo não era na verdade nosso amigo, aquela pessoa a qual você divide seu tempo e muitas vezes o pouco que você têm , não te disse nem muito obrigado, vêm a revolta, porém ao analisar friamente , ninguém nunca traiu a nossa confiança..Se quer conheçer alguém é so analisar as histórias anteriores, tanto nas amizades , quanto nos relacionamesntos..Se um amigo se aproximar e falar mal de todos os outros, podes crer, o problema é ele..se é  o namorado ou algo aquela mportância , e esse alguém começar a diminuir o outro vier, com magoas recentido, ou seja a vitima, não se iluda, a próxima vitima será  você com certeza.  Ninguém consegue dar o que não têm , impossível extrair de um algodoeiro , maças, impossível extrair de de uma fruta seca , nectar.Muitas vezes nós nos enganamos e costumamos transferir para o outro o erro cometido por nós..Quando nos deparamos com aquela pessoa pobre de espirito, pobre de valores, querendo ser melhor que todo mundo, desprovido de humildade, essa pessoa só têm aquilo, e por essa razão tenta ser superior, mas isso não leva a nada apenas deixa claro, que esse é a unica forma de agir, para estar bem com seu ego, . quem esta seguro de si, não quer se apareçer , muito menos quer passar a impressão de que ele é o dono do mundo , isso é baixo auto estima.E è sem dúvida a pessoa que desconheçe humildade..A humildade constrói lideres , ganha espaço, e promoção inclusive como ser humano..



Vida que segue

Eu sei que, como eu, você também gostaria de entender os acontecimentos da vida. Às vezes tudo caminha bem, aparentemente a felicidade po...